18/10/2015

[Animação] Liga da Justiça: Deuses e Monstros (2015) + Liga da Justiça: Ponto de Ignição (2013)



Liga da Justiça: Ponto de Ignição (2013)


Depois de décadas recontando a mesmas estórias a DC acerta ao elastecer o conceito de cada personagem mostrando que até o maior dos heróis pode se tornar um criminoso de guerra (matando uma criança, por exemplo) se as condições fossem diferentes. 

Bem estilo Rousseau: "O homem nasce bom, mas a sociedade o corrompe". Nesse caso, a sociedade corrompeu os heróis. 

Destaque, entre outros, para um Aquaman tão corrompido que tem como aliados os inimigos da cronologia normal.

Não cheguei terminar de ler essa saga nos quadrinhos, mas percebi que a animação fez uma síntese (nada mais natural pelo tempo disponível), omitindo-se sobre vários personagens menores.


 Liga da Justiça: Deuses e Monstros (2015)


Mais uma realidade alternativa. Esse eu ia deixar passar, mas quando li um post do Marcelo percebi que era coisa boa. Personagens densos com passados tortuosos e escolhas ambíguas. 

Coisa de ser humano mesmo, entende? A diferença é que ele têm superpoderes.  Como bem explica o Marcelo:


"Aliás, um dos pontos altos da trama é justamente ir descobrindo quem são estes 03 integrantes da Liga. O expectador com certeza terá grandes surpresas ao descobrir quem é quem.
Histórias como esta revelam o quanto a DC tomou a decisão certa nos quadrinhos ao, recentemente, optar pela volta de histórias mais diversificadas e sem muito compromisso entre elas.
Ou seja, um retorno (de certa forma) às realidades alternativas ou ao conceito de Multiverso, onde roteiristas e desenhistas possuem muito mais liberdade para ousar com os tradicionais personagens da editora.(...)"

Conclusão

 Enfim, recomendo. Veja e depois me diga o que achou.


Grande abraço!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é o nosso pagamento.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...