21/10/2015

[Texto] BookCrossing Tupiniquim

O objetivo do Bookcrossing é 
“transformar o mundo inteiro numa biblioteca”. 


Pessoal, venho refletir rapidamente de BookCrossing:


O BookCrossing é a prática de deixar um livro num local público, para ser encontrado e lido por outro leitor, que por sua vez deverá fazer o mesmo. (http://www.bookcrossing.com.br/)


Já faz um tempo que faço uso parcialmente  desse conceito (pois não registro no site, o que acho desnecessário) para me desfazer de livros, revistas e até de alguns DVDs, pois nem sempre há um amigo, colega ou parente com interesse em recebê-los (e a biblioteca municipal aqui perto de casa já não recebe doações). 

Além disso, os sebos não remuneram muito bem vendedores e o bookcrossing é rápido e eficaz.


Normalmente deixo em lugares estratégicos onde há grande fluxo de pessoas:
  • no assento do ônibus executivo que pego (pois dificilmente vai cair no chão)
  • estações de BRT aqui do RJ no futuro;
  • bancos de praças e afins;
  • etc
Tenho prazer em me desfazer dessa forma gratuita, pois sei que alguém vai recolher, dado o bom estado de conservação do item e talvez dê alguma destinação útil, e porquê é muito mais rápido do que vender (a doação como mencionei já não é uma opção).

Além disso libera espaço aqui em casa, me ajudando a respeitar os limites físicos e psicológicos de minha coleção.

Fica a dica!



2 comentários:

  1. Muito interessante !
    Voce deixou no ônibus... não dá um certo receio que venha a ser pego por alguém que não irá ler e pode até parar na mão de uma criança que o destruirá ?
    Por minha parte eu ficaria confuso se achasse um livro num ônibus, minha primeira reação seria achar que alguém o esqueceu e passar ele pro motorista, pra guardarem.

    A não ser que eu ponha um papel com um texto explicando o que estou fazendo e incentivando a pessoa a lê-lo e fazer o mesmo !

    Voce tem feito isso, por uma explicação no livro ? Tem ai contigo o texto padrão ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Xracer,

      Não tenho receio, pois nunca poderei ter certeza o destino do livro, podendo inclusive parar nas mãos de uma criança analfabeta.

      Não uso texto padrão, pois mesmo que eu o usasse não teria certeza de que alguém o leria. No Brasil, onde não temos o hábito de ler, o BookCrossing é quase uma utopia. Além disso, é mais prático simplesmente abandonar o livro.

      Abç

      Excluir

Seu comentário é o nosso pagamento.