03/05/2016

[Animação e Mangá] Neon Genesis Evangelion (1995)


Introdução


Essa é uma animação extremamente polêmica. Enquanto uns acham que é foi uma obra genial, outros acham uma idiotice sem fim.

Veja e desenvolva sua opinião.


Animação 


Adorei a animação de Evangelion. Não satisfeito com a animação, li o mangá completo. 

Apesar disso, ainda tenho várias dúvidas sobre a estória e acho que sempre terei, dada a complexidade da narrativa e falta de esforço dos produtores em fazer uma estória mais clara e de fácil compreensão.


Há um bom resumo no bom resumo no site Nerdgeekfeelings

Concordamos com o blog Nave Bebop:

"A primeira vez que conheci Evangelion, foi uma experiência muito estranha. O primeiro episódio - assim como aconteceu com Cowboy Bebop - não me cativou em nada, a não ser o visual mesmo. Tive que rever várias vezes pra poder pegar o espírito da coisa.
Tudo aquilo me era morno, tinha muita dificuldade em poder decifrar sobre oque exatamente se tratava a história, e não conseguia prosseguir na série.
A única coisa que sabia era que; tudo o que tenho dificuldade em me adaptar no início, mais tarde, se torna uma das minhas maiores paixões.
Era questão de pegar o espírito da coisa. E isso vale não só para animes, mas também para músicas, filmes e por aí vai. Para entender, é preciso ter contato. Essa frase ecoa na minha cabeça toda vez que falo mal de algo que não tenho muita intimidade." 

Mangá


O mangá facilita o entendimento da estória e a arte é bem feita. Ele complementa a animação.

Conclusão 


Se você ainda não conhece a estória, dê uma chance. A chance de arrependimento será pequena.



Grande Abraço!




2 comentários:

  1. Tenho minhas ressalvas com a série. Ela era bem feijão com arroz no começo, mas quando o patrocínio foi drasticamente diminuído, eles enxertaram elementos freudianos. Os primeiros episódios dessa mudança foram bem explorados, mas os episódios finais já ficaram saturados pros que acompanharam a primeira versão, fora o final do meme Parabénxxx. Aí com a mudança de tática, foi lançado final alternativo, emplacou, e disso vieram uma série de manobras lançando atualizações pra arrancar a grana dos fãs.

    Se fosse algo inteiramente pensado assim, Evangelion teria uma qualidade maior, pois quem escuta bem a série, vai achar batido os primeiros episódios ou quem quer algo mais Macross vai desgostar do final hermético. O protagonista me incomoda pacas, ele é um fracassado em todas as questões, um protagonista impotente entregue a vontade de qualquer personagem secundário. Mesmo as garotas da série não me passam simpatia, elas não tem a mesma fibra que as protagonistas dos filmes Ghibli por exemplo. Uma é extremamente mimada enquanto a outra sequer tem uma personalidade.

    Esse protagonista ficou emo demais, se o foco deles era o de mostrar essa passividade total, a Gainax conseguiu, agora me intriga o tal personagem virar pedra lapidar pros protagonistas de animes mainstream dos anos 90 em diante.

    Bom, Evangelion me lembra muito o resultado do filme A Marca do Assassino com Jo Shishido. O filme na primeira metade era pura ação e por questões na mudança de direção, deixaram um diretor alheio a vanguarda europeia incumbido de terminá-lo, resultado, virou um ornitorrinco, limitado pra quem busca o vanguardismo na primeira metade e totalmente esquisito pra quem esperava um embate de qualidade na reta final. É um assunto que rende pano pra manga.

    ResponderExcluir
  2. Doc,

    excelentes comentários!

    "O protagonista me incomoda pacas, ele é um fracassado em todas as questões" realmente os personagens são problemáticos e com poucas qualidade. Pessoalmente, acho eles uns bostas de seres humanos e acho que isso explica como as coisas dão tão errado pra eles no decorrer da série.

    "filme A Marca do Assassino com Jo Shishido" - vou catar pra ver!

    Abç!

    ResponderExcluir

Seu comentário é o nosso pagamento.