29/07/2016

[Reflexão] Morando Perto do Trabalho para Viver Mais e Melhor




Introdução 


Comecemos a discussão com o texto do Anon no blog Dr. Honorários:

"Eu sou servidor público a 9 nove anos, ganho um salário razoável e a 6 meses estudo para o concurso de auditor.
Me mudei para próximo ao trabalho para ter mais tempo para estudar e mudei meu horário de trabalho, reduzi meu horário de almoço para 1h pra poder sair 17h.
Chego em casa em 15 min andando. Troco de roupa e estudo 2h. Paro pra tomar banho, café e depois estudo mais 2h.
Durmo cedo pq acordo cedo pra caminhar. Estudo sábado pela manhã e tarde e domingo de noite (...)."


Reflexão 


Um dos maiores fatores de perda de produtividade nessa vida é o tempo gasto em transporte se deslocando para o trabalho e de lá para casa.

Esse tempo é normalmente jogado fora por milhões de trabalhadores que desejam um futuro melhor para si, mas na prática têm dificuldade de melhorar porque para ser bom em qualquer coisa precisamos de uma boa quantidade de tempo (tempo para estudar, tempo para se exercitar, tempo para cuidar da família, tempo para tudo).

Imagino que algum dia será considerado como de mau gosto ou simplesmente burrice pela população em geral gastar mais do que um tempo ínfimo nesse tipo de deslocamento. Algo em torno de quinze a vinte minutos seria o aceitável.

Eu mesmo fui obrigado por razões pessoais a perder muito tempo desse jeito durante três em que trabalhei no centro do Rio enquanto morava na zona oeste da cidade. Percebo que não seja vive adequadamente dessa maneira, mas apenas se vegeta, andando-se "no automático" ao invés de se desenvolver como ser humano.

Concordamos com o Blog Valores Reais:

"De cada 10 pessoas que reclamam da falta de tempo, 9 apontam o trânsito até o trabalho como um dos principais fatores para a perda de tempo em suas vidas pessoais.
Se esse for o seu caso, quando for escolher um local para morar, não hesite em verificar a distância até o local de trabalho como um dos critérios fundamentais na escolha da nova moradia. "

Atualmente, alguns pensam que a maneira correta de se computar a jornada de trabalho seria que soma o tempo de deslocamento para o trabalho com a jornada de trabalho propriamente dita. 

Ressalta-se que essa soma serviria apenas para se analisar a qualidade de vida do indivíduo e não para efeito de direitos trabalhistas, pois as horas in itinere não pagas.



Conclusão 


Enfim, se você ainda perde tempo em uma rotina estafante de deslocamento após o trabalho penso em quantas oportunidades e energia se perde com esse problema que pouco é lembrado, mas que significará um dia anos perdidos somente no trânsito.

Fica a dica.



___________________________________________________

Sites consultados:


  • http://doutorhonorarios.blogspot.com.br/2016/06/o-inicio-do-fim-da-minha-vida-como.html
  • http://www.valoresreais.com/2015/11/16/7-maneiras-certas-de-ganhar-mais-tempo/

5 comentários:

  1. O prefeito do Rio terminou em estragar mais o sistema de transporte, hoje tá um caos. Isso atrapalha muito quem quer se aperfeiçoar, sobra tempo apenas pra dormir e quando isso é possível também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Doc,

      A cidade do RJ só é boa para uma minoria. O sistema de transporte e a falta de segurança pública tornam a cidade uma droga de perda desagradável de tempo para a maioria (eu trabalhava no centro da cidade e era horrível voltar para casa).

      Abç

      Excluir
  2. Meu irmão mora em Recife. Estávamos falando que talvez ele gastará alguns ANOS de sua vida "vivendo" no trânsito. Não quero isso mais para mim. Já tive oportunidade de morar em cidade maior e recusei. Quero mais tempo para mim, para ficar à toa, ler, fumar um charuto double corona, jogar conversa fora etc. Além disso, tenho uma filha onde já moro, e não pretendo me afastar dela. Tenho uma casa há 500 metros de meu local de trabalho. Mas passo mais tempo noutra casa, há três quilômetros em linha reta, e já acho longe. Quero minha vida assim, bem provinciana. Tenho amigos que ganham bem em razão de tempo de serviço, incorporação, função etc. Embolsam em torno de 25k ao mês. Mas gastam boa parte dessa grana morando numa cidade e trabalhando noutra, arriscando a vida em trânsito, rodovias etc. Loucura. Nessa coceira, uma conhecida capotou o carro e faleceu há uns anos. A vida é curta. Vamos aproveitar melhor nosso tempo, seja para algo enriquecedor como estudar ou apenas para ficar na varando fumando um cachimbo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. K,

      Excelente comentário!

      Obrigado por dividir sua experiência conosco. :)

      Abç!

      Excluir

Seu comentário é o nosso pagamento.