02/09/2016

[Animação] Animal Farm (1954)



Depois de muito protelar finalmente assisti essa ótima animação da década de 50 (nota 10,0). Impossível não perceber a metáfora que essa estória transmite. 

Achei pessoalmente engraçado o fato de o autor ter escolhido associar porcos à classe dominante política.

A Estória




Uma animação inteligente e instigante. Essencial no acervo de qualquer um. Agora só me falta ler o livro, que conforme explica o Blog do Neófito:


"(...) os animais da fazenda se unem e dão um pé na bunda do proprietário. O porcos são o grupo pensante do movimento. Regras são estabelecidas e todos os animais, ali, são iguais a partir da revolução. Com o tempo, a situação muda. Os porcos instalam-se na casa grande e encontram várias desculpas para isso; e a alimentação deles também torna-se diferenciada.
Os mandamentos que foram pintados ostensivamente, após o golpe, são alterados gradativamente. Assim, por exemplo, era proibido a um animal dormir em camas.
Quando porcos são vistos pernoitando nos antigos cômodos do casarão e outros bichos começam a se queixar, o regulamento já está adulterado: "Nenhum animal dormirá em camas com lençóis".
Isso também vale para quando começam as execuções de quem se opõe aos desmandos dos porcos. Um mandamento asseverava que "Nenhum animal matará outro animal"; após os paredões, acrescentam: "sem motivo".
O principal mandamento é que "Todos os animais são iguais"; mas, próximo ao final da novela, só consta ele, com a ressalva de "mais alguns são mais iguais que os outros". Não demora para que os porcos tenham um séquito fiel dentre os animais menos espertos. As ovelhas, por exemplo, limitam-se a repetir a ladainha disseminada pelos porcos." 

Conclusão



É um claro alerta sobre as mazelas do comunismo e outras formas de tirania política que assolam a civilização humana. O tempo passa, a tecnologia de desenvolve, mas a natureza humana não muda.



Fica da dica!



Um comentário:

Seu comentário é o nosso pagamento.