02/11/2016

[Música] Gabriel O Pensador




Muitos anos atrás, estava ouvindo um áudio da aula de professor de direito penal que era promotor de justiça em MG, Rogério Greco, quando no meio da aula ele diz que ouvia Gabriel Pensador e que as letras desse música faziam muito sentido. 

Não me lembro do conteúdo da aula, mas lembro desse comentário, pois na época nunca imaginaria que uma autoridade pública pública ouvisse música de alguém que criticasse tanto o sistema.

Gabriel é um excelente letrista e suas composições são atemporais, pois as pessoas não mudam. Playboys arrogantes, loiras burras, políticos corruptos, povo ignorante, preconceito: esses e outros temas são eternos, ainda que, por exemplo, o playboy seja chamado apenas de rico ou classe média alta e a loura seja morena.

Além disso, o rapper evoluiu com o tempo: no passado perguntava até quando o povo continuaria a tomar "porrada" de um governo corrupto e mais recentemente percebe que nada mudará, eis a letra:

"Os corruptos cassados?Nunca serão!Cidadãos bem informados?Nunca serão!Hospitais bem equipados?Nunca serão! Nunca serão! Nunca serão!
Os impostos bem usados?Nunca serão!Os menores educados?Nunca serão!Todos alfabetizados?Nunca serão! Nunca serão! Nunca serão!"

Pensando no que ele diz e nas experiências que vivi, acredito que o mundo e as pessoas só ficarão mais idiotas (sou otimista em relação a mim, mas não em relação ao resto da sociedade), pois, na boa, quase ninguém dá valor à educação e a discussão de ideias relevantes. 

O brasileiro típico quer apenas cerveja, churrasco e se encher de mulheres (cirrose, obesidade e filhos são apenas eleitos colaterais).

Enfim, Gabriel é poesia e crítica social em forma de rap que estimula a reflexão sobre a vida e a realidade brasileira.

Grande Abraço!

4 comentários:

  1. A sociedade em geral, inclusive as gringas o pessoal é bem acomodado, segue sua rotina pra ganhar a recompensa no final do dia que nem cachorro adestrado. Pra gerenciar tudo eles não querem gente que tenha mais sagacidade em melhorar o sistema e passar mais responsabilidade pro povo. A maioria vai falar que já se desgasta muito no dia a dia, mas nunca a mudança vai acontecer sem a interação da sociedade pra sanar os problemas, em vez disso metem logo uma autoridade mão de ferro que esconde a sujeira debaixo do tapete seja de direita ou de esquerda, não tem essa. Música pra galera não tem que ter compromisso nenhum, tem que ser o mais descartável e medíocre possível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Música pra galera não tem que ter compromisso nenhum, tem que ser o mais descartável e medíocre possível."

      disse tudo, Doc!

      Excluir
  2. "O brasileiro típico quer apenas cerveja"... O problema é esse APENAS. Querer comer, beber e foder é natural. Mas não há nada além disso na grande maioria das famílias brasileiras.
    Só não me preocupo mais tanto com isso porque acho que esse arranhão de desenvolvimento que conseguimos nos últimos séculos é algo passageiro. Em breve retornaremos à barbárie ou a algo tipo Mad Max.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Em breve retornaremos à barbárie ou a algo tipo Mad Max." concordo, pois os idiotas venceram pela grande maioria há muito tempo.
      Minha única esperança é morrer na transição do mundo atual para a barbárie.

      Abç

      Excluir

Seu comentário é o nosso pagamento.