07/01/2017

[Livro] O Apanhador no Campo de Centeio (1951) - J.D. Salinger

Esse chapéu me
lembra o Chaves.

Tive que ler esse livro depois de ver aquele filme com o Mel Gibson, Teoria da Conspiração, que mencionava esse livro em vários momentos.

O livro é bem curtinho (208 páginas) e fácil de ler, mas é inesquecível. A estória é simples, mas a maneira que ela é contada é uma experiência única de reflexão sobre questões complexas de identidade, pertencimento, conexão e alienação (wikipedia).


Nos quadrinhos, há ainda uma relação entre a obra Mundo Fantasma (Daniel Clowes) e o livro, como bem explica o Blog do Neófito:

"Basicamente, Mundo Fantasma aborda alguns dias nas vidas de duas jovens amigas, Enid e Rebecca, enquanto, à toa na vida - naquela fase entre o final da adolescência e o início do peso da maturidade -, discorrem acerca de banalidades, hábitos e acontecimentos à sua volta, tendo sempre uma crítica ácida ou mal educada - bem fundada ou vazia - sobre tudo.
E é aí onde enxergamos O Apanhador no Campo de Centeio. Mudando a época e os personagens, encontramos em Enid e Rebecca - mais na primeira que na segunda - o caráter confuso e sectário de Holden Caulfield. Mas, diferente do que ocorre com a criação de Salinger, Enid sabe - e revela à sua amiga - que sempre se odiou."

Conclusão


Esse livro é de leitura obrigatória, pois ele é excelente e te faz refletir pra caramba. Além disso é curtinho. Recomendo a todos (nota 10 com louvor!).

5 comentários:

  1. O livro gera muito bafafá por sempre ser citado nessas obras de ficção, inclusive na série animada do Ghost in the Shell. Quando tu vai ler, acompanha uma história com ar de desabafo e nada tem de plano de dominação global. O livro é interessante pelo seu mérito de narrar uma história niilista mas qual seria a ligação com os doidões? O fato do Holden Caulfield se sentir excluído?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Doc,

      Nunca entendi como esses caras usam esse livro como motivação para assassinatos.

      Pesquisando a wikipedia diz que "Chapman dizia identificar-se com o protagonista do livro, que odiava a falsidade, e desferiu cinco tiros acertando quatro nas costas de Lennon. Mas seu motivo principal foi o fato de Lennon ter dito várias coisas consideradas por Chapman como blasfêmia contra Deus, como se declarar mais popular que Jesus."

      Enfim, pra mim a ligação é muito fraca.

      abç!

      Excluir
  2. Adoro. Vi relações entre ele e o gibi Mundo Fantasma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, ótima lembrança.
      Vou até acrescentar uma nota ao post.

      Abc!

      http://pipocaenanquim.com.br/cinema/j-d-salinger-por-daniel-clowes/
      http://kleitongoncalves.blogspot.com.br/2011/10/mundo-fantasma.html

      Excluir

Seu comentário é o nosso pagamento.