11/01/2018

Agendas, Cadernos e Fichários: Nada Supera o Papel

Foto: arquivo pessoal


Introdução


O clareza e a praticidade do papel e caneta são tudo que computadores e tablets sempre buscaram obter, mas ainda não conseguiram.

Nada é tão confortável como o papel para ler, rabiscar, desenhar ou fazer anotações. Tudo isso ao mesmo tempo e sem ter de trocar de aplicativo ou se preocupar com a bateria.

O maior problema do papel é que ele se acumula rapidamente, como se procriasse enquanto dormimos. Dessa forma a única solução é permanecer atento para evitar esse acúmulo.

Nas linhas abaixo enumero as soluções bastante simples que encontrei.

Obs.: Sobre fichas ou flash cards, já falei sobre isso nesse post.


Minha Experiência 



>>Agendas


Elas têm um grande potencial como ferramenta de organização, conforme já explicado nesse post.

Tenho usado como um "diário de bordo", no melhor estilo Capitão Kirk de Star Trek, mas sem descer a descrições detalhadas de todos os eventos insignificantes que compõem minha rotina, pois basta algumas frases para resumir os eventos mais importantes.

Esse pequeno hábito tem me ajudado a raciocinar melhor, mesmo sendo poucas frases curtas.

Não uso agendas caras. A última custou 15 reais (tema Playstation) e prefiro as com espiral, pois são mais fáceis de manusear.

Obs.: A Foroni tem uma linha de agendas com o tema do super mario world, que achei incrível, mas só descobri depois que já tinha comprado minha agenda atual.

>>Cadernos ou Cadernetas de anotação

"Dentro do meu caderninho eu guardo planos, ideias, desenhos, dados e informações de assuntos "aleatórios" interessantes, citações, analises de relatórios empresariais, diálogos reais, diálogos potenciais, uma linda arte feita pela minha mãe pra "quebrar" o clima sistemático que reflete em tudo que tenho, respostas bem sacadas de sitcoms, posts futuros que ainda precisam ser lapidados e a secção mais importante pra mim atualmente - Streaks". (Burguês Inglório)

Algumas vezes no trem ou andando por aí temos boas ideias sobre como resolver um problema ou ou melhorar algum aspecto de nossas vida. 


Não sei porque, mas é comum essas ideias irem embora tão rápido quanto chegaram em nossas mentes, como quando acordamos de um sonho.


Nessas horas caderno e caneta ajudam muito.


Novamente, não importa o preço do caderno, mas sim o valor das ideias que você nele puser. Neil Gaiman, por exemplo, escreveu muitas de suas melhores ideias em guardanapos e outras folhas avulsas.

>>Cadernos Escolares


Depois de deixar a escola ou faculdade, tenho utilizado muito pouco nos estudos, mas é bom tê-los ali. Reservo um ou parte de um para cada matéria, pois isso evita que eu tenha que arrumá-los justamente quanto preciso de um.


Não importa o preço do caderno, mas gosto de usar aqueles de 10 matérias (200 páginas) para facilitar o manuseio.


>>Fichários


Para aquelas folhas soltas que não podem ser coladas em um caderno, gosto de usar o fichário.

Aqui vale a pena não comprar dos mais baratos para obter uma durabilidade maior, gosto de fichários da Dello e da Chies


Conclusão


Enfim, espero que as ideias do post tenham te ajudado.

Grande abraço!
_________________________________________________________________

Sites consultados:


  • http://burguesinglorio.blogspot.com.br/2017/07/cada-streak-uma-vitoria.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você não tem que comentar, mas, se o fizer, talvez aprendamos algo juntos.